Estudante desenvolve app para rastrear casos de estupro em ônibus

O app, chamado “Eva”, foi vencedor do concurso Hack a City, realizado mês passado em Recife

por Mariana Lourenço 1.276 views0

Estudante-desenvolve-app-para-rastrear-casos-de-estupro-em-ônibus

A pernambucana Simony César, estudante de Design Gráfico do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB), desenvolveu um protótipo de aplicativo que ajuda a rastrear e combater a violência sexual nos ônibus.

Criado com ajuda de estudantes do curso de Computação da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), o aplicativo permite o mapeamento dos principais casos de assédio nas cidades, identificando as linhas de ônibus, horários e trechos com maior número de casos.

O aplicativo, chamado de “Eva”, foi vencedor do concurso Hack a City, realizado em maio na cidade de Recife. Esse concurso, que acontece anualmente, tem como objetivo estimular o uso de big data e dados abertos, promovendo o seu uso para desenvolver soluções que terão impacto na cidade.

Em entrevista ao Portal Correio, Simony declarou que a ideia do aplicativo surgiu devido ao aumento de número de casos de assédio e de violência contra a mulher em todo o país: “Percebi que se faz mais do que imediata a necessidade de ampliar as vozes das mulheres vítimas, uma vez que, por conta desse sepultamento do tema só alimenta e colabora para a cultura do estupro velado por essa sociedade misógina e machista”, disse.

Veja também:  Universitários fabricam elevador que garante acessibilidade

Por enquanto, por ainda ser um protótipo, o aplicativo será disponibilizado para a Secretaria da Mulher do Recife. Ainda não há data prevista para chegar à outras cidades, já que existem algumas limitações técnicas que precisam ser vencidas.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado

Você pode usar tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>