Entrevista com o estagiário: saiba como é trabalhar na Mondelēz

por Mariana Lourenço 12.919 views0

Ana Paula Final

Já pensou em trabalhar na empresa que tem em seu portfólio marcas como Oreo, Trident, Cadbury, LU, Toblerone, Halls e Milka? A Mondelēz, potência global de snacks com bilhões em receitas e operações em mais de 80 países, está com seu Programa de Estágio aberto.

Ao todo, são mais de 20 vagas oferecidas pela companhia até o final deste ano para atuação nas cidades de São Paulo, Bauru, Curitiba e Piracicaba. Para saber mais sobre como é ser estagiário na Mondelēz, conversamos com Ana Paula Ferreira, da área de RH.

Além disso, a Mondelēz também vai promover a Palestra Online – Mondeléz Na Prática!, mostrando como funciona o programa de estágio, a cultura, as oportunidades e os desafios do dia a dia na empresa. Para se inscrever na palestra, acesse aqui.

Confira a entrevista abaixo:

 

Nos conte um pouco sobre a sua trajetória acadêmica e profissional.

Tudo começou ao entrar na graduação em Marketing da EACH-USP, um curso relativamente novo e totalmente voltado para Marketing, isto é, não um curso de Publicidade e Propaganda como muitos confundem. O que mais me atraiu foi a intensidade com que estudamos as práticas de mercado relacionados a gestão e comportamento do consumidor, tornando o curso de Marketing uma graduação universitária diversa e complexa, que envolve diferentes áreas do conhecimento para proporcionar uma visão mais ampla sobre mercado e suas tendências, além de uma grande sensibilidade para entender as necessidades do consumidor, que estão constantemente em mudança.

Ao ingressar na USP, fiquei sabendo da existência da empresa júnior de marketing e me interessei muito, já que a mesma foi apresentada para mim como um laboratório para aplicação do que aprendemos em sala. Atuar na empresa júnior me deu a chance de aplicar teorias, enriquecendo ainda mais o conhecimento que adquiri em sala. Sobretudo, me ajudou muito a entender sobre pessoas e as dificuldades de gerenciá-las (inclusive esses foram alguns dos desafios que encontrei ao ser diretora de recursos humanos da Marketing Jr).

Após essa experiência de dois anos na empresa júnior, comecei a buscar oportunidades de estágio e foi quando conheci a Mondelēz. Para entrar na empresa, passei por um processo seletivo para Vendas, mas em uma das entrevistas finais, a analista se atentou para a minha experiência na área de Recursos Humanos. Mesmo minha graduação não sendo específica para o assunto, ela me deu a oportunidade de tentar esse desafio, caracterizando assim um dos valores mais poderosos da Mondelēz: “somos abertos e inclusivos”.

 

O que mais te atraiu na oportunidade do Programa de Estágio da Mondelēz?

O que mais me atraiu no Programa de Estágio foi a possibilidade de trabalhar em uma empresa multinacional que visa o desenvolvimento pessoal e profissional de seus funcionários, sejam eles estagiários ou diretores. E isso realmente acontece! Nesse período de um ano e seis meses estagiando na empresa, passei por vários treinamentos não só técnicos, mas também de autoconhecimento. Além disso, também passei pela plataforma de desenvolvimento de estagiários. Nela aprendemos interagindo com outros estagiários com diferentes visões e de diferentes áreas, ou seja, aprendemos e nos desenvolvemos acerca um assunto ouvindo, debatendo e interagindo com o ponto de vista do outro.

 

Como você se preparou para o processo seletivo?

Pesquisei na página eletrônica da Mondelēz e em sites de negócios para entender também como a empresa era vista no mercado. Além disso, conversei com amigos que trabalhavam na Mondelēz, para entender a opinião deles sobre a cultura organizacional da empresa.

 

Você faz parte da área de RH. Qual é o seu papel no dia a dia?

Os principais pilares da estrutura de RH da Mondelēz passam por: 1. áreas especialistas, como Recrutamento e Seleção, Performance, Treinamento e Desenvolvimento, Remuneração e Benefícios; 2. áreas generalistas, com times que dão o suporte direto aos negócios e às funções em nossas diversas localidades e categorias; e 3. a área de soluções de RH, responsável por operacionalizar todas as ferramentas necessárias para garantir uma atuação eficiente e geração de valor ao negócio por parte do time de Recursos Humanos como um todo.

Faço parte do pilar mais generalista, atendendo ao canal Merchandising de Vendas. Ou seja, auxilio as analistas no desenvolvimento e orientação dos líderes de Merchandising em suas tomadas de decisão relacionadas a pessoas. Este ano, devido a necessidade de planejar e implementar alguns projetos internos, fiquei focada em fazê-los rodar, desta forma me afastei um pouco do negócio e dos meus clientes internos, a fim de atender as necessidades internas da área, por uma opção minha para fortalecer competências de planejamento de processos.

Veja também:  Palestra + Seleção: comece sua carreira em uma startup

 

Você já participou de um projeto da empresa? Como foi a experiência?

Atualmente sou integrante do projeto/comitê de diversidade da Mondelēz Brasil. A experiência tem sido muito legal, pois tratamos desde temas voltados para o desenvolvimento de nossos aprendizes, até assuntos relacionados a sensibilização do acesso de pessoas com deficiência na empresa.

 

Você já aplicou no estágio algo específico que tenha aprendido na faculdade? O quê?

Sim, com base na matéria “Comunicação Integrada de Marketing”, auxiliei na aplicação de parte de um plano de comunicação para a Plataforma de Desenvolvimento Brasil com o foco no público do canal Merchandising, que já está rodando. Além disso, com o conhecimento adquirido na disciplina Micro e Macroeconomia e Finanças, fiz um estudo de projeção econômica apoiando no planejamento da Páscoa 2016 e iniciei a construção dos KPI’s de merchandising, com o auxílio do conhecimento estatístico provido pelo curso.

 

Por ser uma empresa global, você tem algum tipo de interação com outros países/culturas?

Sim, com certeza! Na Mondelēz temos diversidade cultural a todo momento. Muitas vezes pessoas de diferentes países estão na empresa. Além disso, muitos dos meus colegas de trabalho têm contato direto com seus pares e chefes que estão alocados em outros países. É rotineiro ouvirmos pessoas no telefone falando espanhol e inglês. Ademais, grande parte dos treinamentos e materiais que temos na Mondelēz são apresentados e feitos em espanhol e/ou inglês.

 

Em poucas palavras, como você descreve a cultura da Mondelēz e qual o aspecto que você mais gosta dessa cultura?

A cultura organizacional da Mondelēz é baseada em proporcionar momentos de alegria, seja para quem consome nossos produtos ou para quem trabalha na companhia. A Mondelēz faz isso ao proporcionar flexibilidade para seus funcionários, principalmente na vestimenta e nos horários, mas dando, também, benefícios como sexta-flex, day off e a possibilidade de trabalhar remoto em alguns dias.

Por meio do departamento de RH, a Mondelēz se comunica com todos os gestores da empresa para que eles abram espaços em reuniões com seus times, a fim de entender “o que é um bom lugar para se trabalhar” para cada funcionário e, na medida do possível, flexibilizar ou mudar sua maneira de trabalhar para atender essas necessidades.

 

Descreva o Programa de Estágio Mondelēz em 3 palavras. Explique o motivo de cada uma.

Autonomia: o estagiário terá muita autonomia para desenvolver suas tarefas e definir o planejamento de suas metas. Entretanto, quanto mais autonomia, maior será sua responsabilidade em fazer acontecer.

Responsabilidade: como eu havia citado, a Mondelēz é um lugar flexível que te proporciona autonomia em suas tarefas e na busca por seu desenvolvimento. No entanto, é necessário mostrar que todas essas oportunidades estão tendo um retorno, ou seja, que de fato a confiança colocada em você está resultando em entregas de qualidade e que você está se comprometendo com suas responsabilidades.

Dinamismo: como grande parte das empresas multinacionais, a Mondelēz é muito dinâmica. As prioridades de hoje não serão, necessariamente, as prioridades de amanhã. Essas mudanças frequentes são essenciais para que a Mondelēz mantenha sua competitividade frente aos seus concorrentes. Dessa maneira, organização e resiliência são essenciais para se trabalhar em qualquer área da empresa. Atuo na Mondelēz Brasil há pouco tempo e já percebo o quanto a empresa mudou desde que entrei.

 

Você tem alguma dica para quem quer participar do Programa de Estágio desse ano?

Aconselho pesquisar sobre a organização. Não só nos meios de comunicação oficiais da empresa, mas também em outros sites, para conhecer outros pontos de vista e, sobretudo, se possível, conversar com alguém que já trabalhe na empresa. Além disso, quando estiver participando do processo seletivo, permita-se ser avaliado, mas também avalie a empresa, afinal o processo seletivo revela muito sobre o lugar onde você pretende trabalhar.