Conheça Tradr: o “Tinder do desapego” apoiado por Harvard

Com o intuito de viver uma vida mais simples, Jéssica Behrens tirou sua ideia do papel

por Mariana Lourenço 980 views0

Imagem: Divulgação

Em busca de uma vida mais simples e com menos coisas materiais, a estudante de comunicação Jéssica Behrens, de 23 anos, queria se desfazer de um pertence por dia ao longo de um ano.

Sabendo que seria difícil encontrar pessoas com os mesmos gostos que ela, teve uma ideia: e se existisse um Tinder para produtos?

Jéssica falou sobre sua ideia com um amigo que se formou em Harvard. Ele achou a ideia muito legal e a colocou em contato com algumas pessoas que conheciam que desenvolviam startups. Duas dessas pessoas, inclusive, largaram outros projetos que estavam envolvidas para participar do Tradr.

A estudante cuidou da parte de design, arquitetura da informação, marketing e comunicação do aplicativo. Já os outros participantes do projeto foram responsáveis pela programação e finanças.

O grupo passou por um processo seletivo e, então, foi aceito no Laboratório de Inovação de Harvard. Jéssica viajou para os Estados Unidos e a universidade cedeu a infraestrutura, fazendo com que o grupo conseguisse patrocínio de um pequeno investidor.

Jéssica acredita que dois fatores foram determinantes para o apoio da universidade: o desenvolvimento de um algoritmo, que registra o que a pessoa gosta e mostra mais produtos daquele tipo; e a ideia de economia colaborativa, presente no aplicativo ao conectar pessoas e estimular a compra e venda local, criando um espírito de comunidade.

Veja também:  Faça parte da plataforma que te ajuda a encontrar o emprego que sonha com você

A semelhança com o Tinder é grande: ao invés de te mostrar fotos de pretendentes, ele mostra produtos usados que estão à venda, para curtir ou rejeitar. Quando um item é curtido, o usuário pode negociar o valor ou analisar possíveis trocas.
tradr 2

Além dos usados, a plataforma também ajuda pessoas que querem empreender com seus produtos, mas não têm dinheiro para investir em loja física ou marketing digital. Cada pessoa tem um perfil, podendo exibir o que está vendendo, comprando ou deseja comprar.

tradr 1

O app está disponível há cerca de um mês em versão beta (teste) e já conta com 2,2 mil downloads. É gratuito e já tem tanto para iOS, quanto para Android.

 

As informações são do portal Terra Educação.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado

Você pode usar tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>