Como o storytelling pode ajudar na sua carreira?

Como contar histórias relevantes de maneira a mover e encantar as pessoas? Veja as dicas de Joni Galvão, criador da The Plot Company

por Mariana Lourenço 1.433 views0

Como o storytelling pode ajudar na sua carreira

No dia 20 de julho, o criador da The Plot Company, Joni Galvão, palestrou sobre como o storytelling pode ser importante para a carreira das pessoas. A The Plot é uma agência e consultoria especialista no assunto, que cria histórias para engajar a audiência, não importando o formato.

Antes de passar os conselhos dados por Joni, é necessário deixar claro o conceito da palavra storytelling, que nada mais é do que uma narrativa somada à capacidade de contar histórias relevantes, de mover e encantar as pessoas.

Esclarecido isso, podemos ir para as dicas e definições de como o storytelling vai te ajudar profissionalmente.

Primeiramente, Joni afirma que muitos sofremos da chamada “negaphobia”: o medo da negação, do negativo. Achamos que tudo precisa ser positivo e, assim, sempre contamos histórias “bege”, sem graça. Quando estamos em uma entrevista de emprego e o recrutador pergunta “qual é o seu maior defeito?”, a primeira resposta que pensamos é “perfeccionismo”, como se querer deixar tudo perfeito e bem feito fosse algo negativo.

Para contar uma história interessante, é necessário explorar os problemas. Uma boa história sempre conta com problemas. O personagem só se torna brilhante no momento em que ele lida com o negativo. Só conhecemos um personagem de verdade quando vemos ele em situações tensas.

Veja também:  Consultoria júnior ganha espaço no atual cenário econômico

Todos temos alguma história de superação. Um projeto malsucedido, por exemplo, talvez seja visto com um olhar positivo em uma entrevista de emprego. A pessoa poderá explicar como superou o problema e aprendeu com ele. Negar o que deu errado não é algo positivo, mas deixa de fora parte de sua história.

Assim, com o desejo que move o candidato no momento da busca pelo emprego, é necessário mostrar como você é uma pessoa capaz de “arregaçar a manga” no momento que alguma situação tensa surgir.

Joni afirma que a vida não é uma linha reta, logo uma história precisa ter causa e efeito. É necessário ser autêntico e mostrar o seu lado verdadeiro. Dessa maneira, o “público” se identifica e sente empatia, criando uma conexão entre os envolvidos.

E você, está preparado para contar sua história?

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado

Você pode usar tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>